Moracy Jacques, presidente da Jacques Cine Video iniciou sua carreira no jornalismo em 1966 trabalhando na Folha do Norte do Paraná, inicialmente como revisor e logo se tornou fotógrafo. Em 1970, trocou a Folha do Norte pela TV Tibagi, iniciando assim sua promissora carreira de cinegrafista.

Já em 1977, com o inicio de operação da TV Cultura-Rede Globo em Maringá, Moracy, que na época era o único produtor de filme na cidade, foi convidado para fazer parte da equipe e começou a trabalhar na emissora de TV. Em 1987, juntamente com seu irmão Sérgio Jacques, fundou uma pequena empresa, apenas para gravar, em VHS, eventos sociais e vídeos empresariais, nascia então a Jacques Vídeo.

A empresa foi crescendo e em 1990 Moracy teve que deixar de trabalhar na TV e dedicar-se exclusivamente para a produtora. Comprou de imediato o primeiro equipamento profissional, uma câmera Sony DXC-327 e um VT U-matic VO-6800.

A edição naquela época era feita na própria TV. A partir daí o crescimento foi inevitável, mais câmeras U-Matic, telões, e em 1996 foi adquirida a primeira câmera Betacam, uma DXC-537A com gravador PVV1A e também a primeira ilha de edição não-linear da empresa, um Media100, que na época era top de linha com 08gb de HD para vídeo, 96 mb de memória RAM e placa de vídeo de 8 mb.

No ano de 2003 Moracy e Sergio decidiram separar a sociedade. Em 2006 foi montada a primeira unidade móvel de gravação, com isso um novo segmento de trabalho surgiu, gravação de DVD musical. O tempo foi passando e os trabalhos aumentando.

Em 2008 entrou em funcionamento a Unidade Móvel Digital fazendo com que a Jacques disputasse os trabalhos que antes eram somente realizados no eixo Rio-São Paulo.No ano de 2009, com o crescimento dos trabalhos, a produtora começou a trabalhar com Unidade Móvel 4K.

Foi assim que a Jacques se tornou uma das maiores produtoras do estado do Paraná.